Repositório Digital da USCS Site da USCS, clique aqui!
 

USCS - Repositório Digital >
Programa de Mestrado em Comunicação >
Dissertações - Mestrado em Comunicação >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.uscs.edu.br/handle/123456789/1037

Título: Mídias socias e as fronteiras do privado dentro das empresas: políticas e práticas de comunicação
Autores: NAKAHARA, Massaaki
ANGELUCI, Alan César Belo (orientador)
Palavras-chave: Cyberloafing
Celular
Mídias sociais
Trabalho
Políticas de RH
Comunicação
Data de Emissão: 6-Mai-2017
Resumo: Um recorrente conflito no ambiente de trabalho relatado por gestores e profissionais de recursos humanos é o uso do momentum laboral para atividades de âmbito estritamente pessoal e particular a partir da mediação de determinadas tecnologias. Na contemporaneidade, as mídias sociais têm assumido o protagonismo dessas ações, já que a alta penetração de smartphones e a ampliação da oferta de Internet tem levado os indivíduos a processos de interação mais frequentes e imersivos, facilitados pelo Facebook, YouTube, Whatsapp, entre outros. Se, por um lado, o desenvolvimento da Web 2.0 criou um ambiente de participação e colaboração frutífero para as relações interpessoais, entretenimento e inclusive trabalho, por outro, tem dado novas formas aos vieses negativos do uso privado de tecnologias dentro das empresas. Henle (2012) classifica esse fenômeno como cyberloafing, ou ócio cibernético: o uso intencional de tecnologias pelos funcionários para fins pessoais durante o horário de trabalho. Dentro desse contexto, o presente estudo tem como objetivo identificar aspectos do uso privado das mídias sociais e suas relações com as políticas e práticas de comunicação das empresas dentro do ambiente de trabalho. A partir de uma revisão teórico-conceitual, foi realizado um survey com 548 pessoas empregadas e moradoras da cidade São Paulo, estudantes de graduação e pertencentes às classes C, D e E. Os dados revelaram que quase 80% dos respondentes utilizam dispositivos móveis algumas vezes por dia, sobretudo para interagir com outras pessoas através de mensageiros instantâneos, como Whatsapp; 60% gastam cinco minutos ou mais de seu tempo acessando aplicativos e sites; 45% das empresas onde trabalham possuem políticas explícitas sobre o uso de celulares; e mais de 70% dos respondentes concordam com a necessidade de adoção de regras de uso, entre outros aspectos.
Descrição: Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Municipal de São Caetano do Sul como requisito para a obtenção do título de Mestre em Comunicação.
URI: http://repositorio.uscs.edu.br/handle/123456789/1037
Aparece nas Coleções:Dissertações - Mestrado em Comunicação

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO - MASSAAKI NAKAHARA.pdf1,57 MBAdobe PDFSobre Embargo Ver/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.

 

Os documentos disponíveis no Repositório Digital da USCS são de propriedade e responsabilidade de seus autores, conforme a legislação que rege o direito autoral no país (Lei nº 9.610, de 19.02.98). Toda a cautela tem sido tomada no sentido de não violar o direito autoral. Entretanto, caso seja identificado algum arquivo que esteja violando a legislação vigente, informe à gerência do Repositório Institucional, a fim de que a situação seja imediatamente regularizada.

Valid XHTML 1.0! USCS - Universidade Municipal de São Caetano do Sul  - Fale conosco